Venda já sem ter estoque !

O que é dropshipping?

O termo dropshipping vem da união de duas palavras em inglês: “drop”, que significa “largar” ou “deixar”, e “shipping”, que pode significar transportar um produto de um lugar para outro.

Entendendo a composição da palavra, fica muito mais fácil entender do que se trata esse modelo de negócio: terceirizar o estoque e entrega de um produto. 

Algumas dificuldades que lojistas que estão começando enfrentam é a organização de estoque e a logística de envio dos produtos até os clientes. A falta de experiência no ramo pode ser a causa para essas dificuldades.

No modelo de dropshipping, essas responsabilidades, que inicialmente ficam nas mãos do lojistas, são repassadas aos fornecedores.

Mas como isso é feito na prática? Vale a pena? É o que eu vou te mostrar nesse artigo.

Como funciona o Dropshipping ?

Os modelos de Ecommerce com dropshipping funcionam da seguinte maneira:

1 – O cliente entra na loja virtual da marca e realiza uma compra.

2 – A loja confirma o pagamento e, automaticamente, repassa o pedido para o fornecedor com a qual tem parceria.

3 – O fornecedor, que é o encarregado por manter o estoque do produto, faz a embalagem e envia o pedido para o endereço informado pelo cliente.

Pronto. É simples assim. Você, como lojista, fica apenas encarregado da parte operacional da loja virtual. Tudo relacionado ao produto fica sob responsabilidade do fornecedor.

Vantagens do Dropshiping

  • Baixo custo inicial: No dropshipping, é impossível ter produtos parados que não vendem. O lojista apenas compra do fornecedor à medida que as pessoas concluem a transação na sua loja. Por isso, tem um custo mais baixo.
  • Maior agilidade para implementar mudanças: Como o lojista não tem os produtos que vende em estoque, pode rapidamente tirar do catálogo aqueles que perceber que não estão vendendo e substituí-los por outros.
  • Maior leque de produtos: No dropshipping, você pode oferecer uma variedade enorme de produtos aos seus clientes, uma vez que não precisa se preocupar com espaço e custo de estoque. Em uma loja convencional, oferecer muitos produtos pode ser arriscado, pois há mais chances de que algum não venda.
  • Facilidade operacional: Como toda a parte de embalagem e envio dos produtos fica por conta do fornecedor, o lojista pode investir seu tempo em outros fatores do Ecommerce, deixando ele sempre com uma cara profissional.


OrçamentoDúvidasContatoOutros